PLANO DE SEGURANÇA PATRIMONIAL

Planejamento Estratégico e o Plano de Segurança Patrimonial

O Planejamento Estratégico das empresas não  pode ignorar ou mitigar o Departamento de Segurança,  deve estar inserido em grande parte das decisões e estratégias empresarias, diagnosticando possíveis riscos e ameaças aos projetos e planos da empresa determinando diretrizes para a manutenção da integridade física dos recursos humanos e proteção dos ativos tangíveis e intangíveis da empresa, abrangendo Segurança Patrimonial, Segurança da Informação, Segurança contra Incêndio e Segurança Pessoal que estão inseridas dentro do Plano de Segurança Patrimonial. Podemos considerar que a Segurança Empresarial atinge a totalidade de departamentos  das empresas.

No cenário empresarial muitos são os fatores de riscos, em especial aos ligados a crimes, espionagens, sabotagens, ataques aos executivos e muitas outras formas de ataque que as empresas estão expostas em seu negócio.

Os modelos de gestão de qualquer área empresarial terão maior eficácia se respeitadas e inseridas a uma cultura de segurança. A segurança empresarial em suas diversas subdivisões deverá ser parte indispensável nas tomadas de decisões, auxiliando e orientando nas ameaças e incertezas.

Planejamento da Segurança Patrimonial

O Planejamento da Segurança Patrimonial é um processo que consiste em um conjunto de ações intencionais, integradas, coordenadas e orientadas para se obter o nível necessário de segurança patrimonial para uma organização atingir seus objetivos.

O Planejamento da segurança patrimonial é a ação de interpretar a necessidade de segurança patrimonial da organização, e baseado nela, determinar os recursos e atividades necessários para garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio.

Além de definir os objetivos e metas, o planejamento deve realizar a atividade estratégica de distribuir os recursos de maneira eficiente, de modo que os objetivos e metas possam ser devidamente atingidos.

Plano de Segurança Patrimonial

O Plano de Segurança Patrimonial é um documento que registra o resultado do planejamento, ele formaliza o registro de decisões tomadas no planejamento.

O Plano da Segurança Patrimonial é o resultado do planejamento da segurança patrimonial e deve contemplar três elementos básicos essenciais.

  • Objetivos e metas;
  • Meios necessários para realização (humanos, financeiros, materiais, informacionais e tecnológicos);
  • Mecanismos de controle e indicadores de desempenhos, que permitam o monitoramento durante a execução do plano a fim de evitar desvios em relação ao planejado.

O planejamento da segurança patrimonial tem como objetivos:

  • Identificar a necessidade de segurança da organização;
  • Identificar e estabelecer objetivos e metas para segurança;
  • Organizar e estruturar a segurança da organização;
  • Identificar e quantificar os meios necessários para segurança atingir seus objetivos;
  • Possibilitar a utilização dos recursos de forma eficiente (economia);
  • Definir as responsabilidades e estimular o comprometimento dos envolvidos;
  • Determinar tarefas e prazos, viabilizando o controle e ajustes se necessário;
  • Implementar mecanismos de medição de desempenho nos processos da segurança patrimonial;
  • Dar suporte para conseguir credibilidade e apoio financeiro, material e humano.

Tipos de planejamentos da segurança patrimonial

O planejamento da segurança patrimonial é dividido em planejamento tático e o planejamento operacional, que devem estar alinhados ao planejamento estratégico da organização.

Os planejamentos tático e operacional da segurança devem ser elaborados de forma a contribuir para que a organização atinja os objetivos previstos no seu planejamento estratégico.

Planejamento Tático

O planejamento tático na segurança patrimonial visa:

  • a organização da segurança e o estabelecimento de objetivos e metas para segurança patrimonial de acordo com as necessidades de segurança da organização.
  • possibilitar a realização do plano estratégico da organização por meios das ações e atividades da segurança da patrimonial.

Planejamento Operacional

O planejamento operacional define as atividades e os recursos necessários para realização dos objetivos e metas estabelecidos no plano tático da segurança patrimonial.

O plano operacional é focado nas equipes e indivíduos da organização e estabelecem objetivos e metas para as equipes e indivíduos da segurança patrimonial.

É o plano que tem a função de disciplinar e controlar as rotinas relacionadas a segurança patrimonial da organização.

Modelo de Planejamento da Segurança Patrimonial

Plano de Segurança de Patrimonial

O modelo de planejamento a ser utilizado deve levar em consideração a cultura organizacional e a necessidade de segurança de cada organização.

A seguir segue um modelo de planejamento para segurança patrimonial, dividido em 8 etapas sequenciais e complementares, que respeitado a cultura e necessidade de cada organização, atenderá as necessidades básicas de um bom plano de segurança patrimonial.

  1. Comunicação e Consulta

Comunicação e consulta, são processos contínuos e interativos que o gestor da segurança patrimonial conduz para obter, fornece e compartilhar informações necessárias, com as partes envolvidas no planejamento da segurança patrimonial.

  1. Estabelecimento de Contexto

O estabelecimento de contexto é uma inter-relação de circunstâncias e fatores que podem interferir e influenciar os requisitos e atividades do planejamento e visa definir os parâmetros básicos para a realização do planejamento da segurança patrimonial.

  1. Diagnostico Situacional da Segurança Patrimonial

Visa definir a situação atual da segurança patrimonial da organização ou seja, analisar como é executada a segurança patrimonial no momento que antecede o início do planejamento.

Busca identificar quais são as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças em relação a segurança patrimonial da organização, que devem ser consideradas no processo do planejamento.

  1. Processo de Identificação, Analise e Avaliação de Riscos

A identificação, análise e avaliação de riscos na segurança patrimonial, são processos da gestão de riscos com a finalidade de identificar e analisar as ameças e vulnerabilidades, com o propósito de estimar as possibilidades de causar danos ou perdas a organização, e assim, confirmar a existência ou não do risco para segurança patrimonial da organização e mensurar seu impacto.

  1. Definição de Tratamento para os Riscos

O tratamento dos riscos envolve a seleção de uma ou mais medidas de segurança com a finalidade de eliminar, controlar ou evitar o risco identificado.

  1. Planejamento Tático da Segurança Patrimonial

O planejamento tático da segurança patrimonial visa o estabelecimento de objetivos e metas para segurança patrimonial, e a organização da segurança patrimonial para atingir os objetivos e metas definidos.

Envolve a definição de estrutura, métodos, tecnologias, arranjo físico, distribuição de efetivo e equipamentos necessárias para segurança atingir seus objetivos e metas.

Envolve também, as funções relativas a gestão de recursos humanos: recrutamento, seleção, treinamentos, especializações, definição de cargos e formação de equipes.

  1. Planejamento Operacional da Segurança Patrimonial

O planejamento operacional define as atividades e os recursos necessários para realização dos objetivos e metas estabelecidos no plano tático da segurança patrimonial.

O plano operacional é focado nas equipes e indivíduos da organização e estabelecem objetivos e metas para as equipes e indivíduos da segurança patrimonial. É o plano que tem a função de disciplinar e controlar as rotinas da segurança patrimonial.

O planejamento operacional tem foco nas atividades diárias, ele possibilita a exceção dos planos estratégico da organização e táticos da segurança patrimonial.

  1. Monitoramento e Análise Crítica do Planejamento

O monitoramento é a verificação, supervisão e observação continua dos indicadores de desempenhos estabelecidos para o acompanhamento da evolução do planejamento da segurança patrimonial ao longo do tempo.

Os indicadores de desempenho são dados que fornecem indícios de que está tudo certo ou de que, algo está saindo fora do previsto no plano de segurança estabelecido.

O monitoramento tem como finalidade analisar se o trabalho que está sendo desenvolvido está de acordo com o programado.

A análise crítica é a atividade realizada para avaliar se o planejamento ainda está de acordo com as necessidades atuais de segurança da organização.

Considerações Finais

O Plano de Segurança é a forma de proteger a empresa das mais variadas formas e gama de riscos e ameaças que podem causar danos materiais, financeiros, além de prejudicar a incolumidade e integridade física das pessoas. Por isso a elaboração, implementação e o sucesso depende diretamente do conhecimento técnico e da visão holística do Gestor de Segurança.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *