Controle de Acesso

O QUE É CONTROLE DE ACESSO?

Em segurança, especialmente segurança física, o termo controle de acesso é uma referência à prática de permitir o acesso a uma propriedade, prédio, ou sala, apenas para pessoas autorizadas. O controle físico de acesso pode ser obtido através de pessoas (um guarda, segurança ou recepcionista); através de meios mecânicos como fechaduras e chaves; ou através de outros meios tecnológicos, como sistemas baseados em cartões de acesso.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DE ACESSO?

Hoje não é incomum em uma empresa ou condomínio se deparar com um sistema de acesso por biometria, voz e até mesmo reconhecimento facial.

O controle de acesso é uma estratégia fundamental para garantir a segurança, uma vez que nele estão envolvidas a aplicação de tecnologias modernas para controlar o acesso de pessoas à áreas restritas.

O controle de acesso pode ser feito de forma física, por profissional preparado para realizar a função; por equipamentos eletrônicos que autorizam o acesso por meio de cadastro no sistema; ou combinando as duas formas, em locais onde haja necessidade de equipamento e profissional para gerir o acesso de pessoas.

TIPOS DE CONTROLE DE ACESSO

Atualmente o mercado oferece diferentes opções para a gestão do controle de acesso, e para definir quais as melhores formas para cada negócio (seja empresa ou pessoa física), é importante conhecer quais os tipos e as tecnologias disponíveis no mercado e qual se adequa melhor a necessidade de cada negócio. Os tipos de controle de acesso podem ser classificados em:

  • Controle de Acesso Físico;
  • Controle de Acesso Lógico.

Controle de Acesso Físico

Este tipo de controle é utilizado com o intuito de gerenciar o fluxo de pessoas em um ambiente e normalmente é gerenciado por um profissional. Se compõe por uma barreira física (parede, muro ou cerca) e conta com um ou mais pontos de entrada, controladas por meios mecânicos (portões, cancelas, outros), eletrônicos (catracas, fechaduras etc.) e procedimentos definidos pela organização.

Este tipo de gestão de acesso é utilizada com frequência em edifícios comerciais e residenciais, salas, empresas, áreas internas e eventos. O controle físico se caracteriza pela necessidade de compra e manutenção constante de equipamentos e treinamento de profissionais para administrar os equipamentos e diferentes situações que possam acontecer.

Principais Barreiras Físicas para Controle de Acesso

  • CATRACA FLAP: permite mais comodidade ao acesso de pessoas. Geralmente é utilizada em ambientes que querem um certo toque de sofisticação, devido a sua estrutura e anatomia.
  • CATRACA TORNIQUETE: Oferece mais segurança na gestão de acesso de pessoas. Devido a sua anatomia, é utilizada em ambientes menos sofisticados e que requerem maior resistência e segurança na gestão das pessoas.
  • CATRACA PEDESTAL: uma excelente opção para ambientes pequenos e que necessitam fazer o controle do tráfego de pessoas, ideal para locais que necessitam de uma certa sofisticação e que tenham limitação de espaço.
  • CATRACA BALCÃO: Geralmente possuem um design mais moderno e se encaixam perfeitamente em ambientes sofisticados. É uma excelente opção para locais com espaços amplos e que tenham grande fluxo de pessoas.
  • CATRACA PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS: uma opção de controle de acesso para portadores de necessidades especiais, como cadeirantes, para facilitar a acessibilidade, promovendo segurança e conforto aos usuários.
  • CONTROLADOR DE PORTA: são equipamentos acoplados na entrada de ambientes fechados e, geralmente, de acesso restrito. Mantém a porta dos ambientes sempre fechadas e permitem o acesso ao ambiente por meio de cartão mifare, biometria e código de barras, entre outros.
  • PORTA GIRATÓRIA: este tipo de controle de acesso permite a entrada de uma pessoa por vez, o que facilita o controle de trânsito de pessoas. Ainda se destaca por ter baixo custo de aquisição e pela sua eficiência energética. É utilizado com frequência em locais como sedes de empresas, aeroportos e bancos.
  • CANCELA: composta de um totem de leitura de identificação, o qual ativa a abertura da cancela, tem a função de controlar a entrada e saída de veículos. É um dos principais equipamentos utilizados nos estacionamentos devido ao fato de permitir um controle eficiente de entrada e saída de veículos.
  • PORTARIA REMOTA: este tipo de gestão de acesso de pessoas é realizado por câmeras de segurança e a gestão feita à distância. As informações são enviadas a uma central, onde fica um profissional responsável pela gestão do acesso das pessoas.
  • RFID: é um equipamento que permite acompanhar o acesso de pessoas em um local. Apesar de não oferecer uma barreira física, permite verificar a presença de pessoas por meio da leitura do RFID.

Controle de Acesso Lógico

Já o controle lógico se vale da tecnologia para liberar o acesso aos ambientes. Isso acontece por meio da leitura biometria, reconhecimento facial, senha e id de acesso, cartão mifare, reconhecimento de voz e íris, entre outras. Neste caso, a pessoa já está previamente cadastrada no sistema, o que permite entrar e sair do ambiente sem a necessidade de pessoas para a gestão.

Este tipo de controle é utilizado normalmente em espaços autogerenciáveis, que funcionam adequadamente sem a necessidade da gestão constante por um profissional intermediário.

Principais Tecnologias para Controle de Acesso

  • IDENTIFICAÇÃO POR SENHA: autoriza a entrada de pessoas no ambiente mediante digitação de senha de acesso. Esta tecnologia se destaca por ser de fácil operação do usuário e por permitir gerir a entrada e saída de pessoas facilmente.
  • CÓDIGO DE BARRAS: é uma forma de controle de acesso de baixo custo, pois não requer nenhum grande recurso tecnológico para a leitura e pode ser facilmente falsificada. Esta tecnologia é geralmente utilizada em ambientes que precisam monitorar o acesso, porém, não necessitam de alto nível de segurança.
  • RFID: essa tecnologia apresenta baixo índice de falsificação e falha. A leitura é feita por radiofrequência o que dificulta o desgaste e atrito. Se destaca por ser uma das tecnologias com melhor custo benefício e pode ser utilizado em crachás ou como etiquetas descartáveis.
  • CARTÃO DE PROXIMIDADE MIFARE: é um cartão que funciona com um chip de pequena capacidade de memória no interior e uma antena interna. Sua tecnologia permite a leitura do cartão por meio de campo magnético a uma distância de até 10 cm.
  • BIOMETRIA 3D: leitores biométricos são utilizados com frequência para acessos a ambientes de nível médio a alto de segurança, pois as taxas de falha na identificação do usuário são baixas e reduzem significativamente a fraude.
  • LEITURA BIOMÉTRICA DA MÃO: esta tecnologia lê as características geométricas da palma da mão, como comprimento, largura, posição das articulações, entre outros. Geralmente utilizada em aplicações de alto nível, evitam as fraudes na identificação de pessoas.
  • RECONHECIMENTO FACIAL: é uma tecnologia que se destaca frente a outras devido ao fato de permitir a identificação do indivíduo próximo ao equipamento ou até mesmo a distância, no caso do uso de câmeras de vigilância. Esta tecnologia oferece um bom nível de segurança, uma vez que permite fazer o reconhecimento independente das expressões faciais.
  • LEITURA DA ÍRIS: por apresentar características únicas em cada indivíduo, esta tecnologia reconhece diferentes padrões apresentados pela íris para identificar as pessoas. Geralmente é utilizado em locais de acesso restrito e que requerem altíssimo grau de segurança, como em áreas de organizações financeiras e do governo, por exemplo.

SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO

Um sistema de controle de acesso gerencia a movimentação (entrada e saída) de pessoas nas áreas internas de um condomínio, empresa, estabelecimento comercial, evento, instituição de ensino ou qualquer outro lugar em que o acesso é restrito.

O sistema de controle de acesso permite a geração de relatórios com os dados de frequência de cada funcionário cadastrado, a frequência em que um visitante ou prestador de serviços entra no condomínio e os horários em que isso acontece. Também é possível monitorar os horários em que há maior movimentação (entrada e saída) na portaria e saber com precisão a quantidade de pessoas que estão dentro do condomínio em horários desejados.

Um sistema de controle de acesso geralmente é composto por um kit de controle acesso, como cartões de acesso, leitor biométrico dentre outros. O kit de controle de acesso geralmente é o responsável por fazer as leituras dos equipamentos de segurança (leitor biométrico e ou cartões) liberando assim o acesso ao usuário. As informações são geralmente enviadas à uma central de armazenamento e armazenadas em um servidor web com segurança e eficiência. O cliente pode, por sua vez, administrar o sistema remotamente, gerando relatórios e cadastrando novos usuários.

BENEFÍCIOS DO CONTROLE DE ACESSO

A utilização de sistemas de gestão de trânsito de pessoas traz diversas vantagens para as instituições. A primeira delas é o aumento da segurança do local. Além dessa, existem outros benefícios, como:

  • Gestão eficiente e rápida do acesso de pessoas aos ambientes;
  • Restrição de acesso de colaboradores e pessoas não autorizadas a locais específicos;
  • Redução de custo na contratação de profissionais de segurança;
  • Acesso rápido e ágil de colaboradores aos ambientes;
  • Criação de listas de acesso em caso de eventos internos;
  • Localização rápida dos colaboradores;
  • Controle da quantidade de pessoas nos ambientes;
  • Análise comportamental dos colaboradores e fornecedores, bem como gestão do tempo de permanência no ambiente;
  • Restrição do trânsito de colaboradores não autorizados em áreas de risco de acidentes de trabalho;
  • Identificação de visitantes e frequência das visitas, garantindo a segurança das informações e das pessoas.

CONCLUSÃO

Cada vez mais é importante monitorar a entrada e saída de pessoas dos ambientes, isso para garantir a segurança das pessoas, o sigilo das informações e a integridade dos bens. Contar com sistemas e equipamentos efetivos para fazer esta gestão é essencial, afinal, não é possível manter um profissional 100% do tempo fazendo a gestão acesso de todos os ambientes. E a gestão humana é passível de falha. Hoje a tecnologia oferece diversos inúmeros recursos eficientes para fazer o monitoramento de acesso, sem complicação e de forma fácil.

Dessa forma, é possível assegurar a entrada fácil e simplificada de pessoas autorizadas, bloquear os não autorizados, gerenciar diferentes níveis de acesso nos ambientes, garantir a segurança de todos e a integridade de bens e informações sigilosas. Ao mesmo tempo, ter informações vivas e estratégicas (número de pessoas, qual o horário de maior fluxo, quais os ambientes por onde passaram etc.) na palma da mão para fazer a gestão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *